Consórcio Ecovisão Cabo Verde e Instituto Marquês Valle Flor lançam a ...

Consórcio Ecovisão Cabo Verde e Instituto Marquês Valle Flor lançam a campanha “Somos pela Saúde”

by -

“Somos pela saúde”, é o nome da campanha, que arranca na próxima semana e será lançada no âmbito do Dia Mundial da Saúde. A campanha pretende sensibilizar a população Cabo Verdiana para o uso do preservativo como uma das mais eficazes formas de prevenção ao flagelo das infeções sexualmente transmissíveis (IST) entre as quais constam o VIH e a SIDA, as Hepatites Víricas e o HPV, bem como, a realização do teste de rastreio ao VIH e às outras IST. Mirri Lobo, e outras figuras públicas ligadas ao desporto, artes e saúde, juntam-se à campanha como embaixadores em vídeos que serão difundidos, na televisão, e no Digital.

A campanha será apresentada no dia 06 de abril, pelas 09h30 horas, na Escola Hotelaria e Turismo de Cabo Verde, e contará com a presença da Diretora Geral das Infraestruturas do Ordenamento do Território e Habitação, Senhora Enga Adlisa Delgado, pelo Secretário Executivo da CCS-SIDA, Dr. Artur Correia, pelo Presidente da Rede de pessoas portadoras que Vivem com o VIH, em Cabo Verde, Sr. Daniel Delgado e Dra. Maria Eugénia Saraiva, Presidente da Liga Portuguesa Contra a SIDA.

Em paralelo, vão continuar a ser feitas ações de sensibilização e de rastreio com o contributo da CCS-SIDA e da Verdefam, com rastreios junto das comunidades beneficiarias, difundindo a mensagem de sensibilização para o uso do preservativo.

No âmbito desta campanha, Daniel Delgado, enquanto Presidente da Rede PVVIH em Cabo Verde, referiu que “muito se tem feito em Cabo Verde, mas ė necessário não desistir e continuar a intensificar a luta contra o VIH-SIDA no país e no mundo… e de vez em quando no decorrer do percurso, refletir os ganhos, as dificuldades e os novos desafios”.

Maria Eugénia Saraiva, Presidente da Direção da LPCS, referiu também que “As Infecções Sexualmente Transmissíveis, como o VIH, as hepatites víricas, o HPV, maioritariamente, ocorrem após relações sexuais desprotegidas e os estudos indicam que ainda há muito trabalho a fazer junto dos mais jovens, e também dos menos jovens, de forma a fomentar o uso do preservativo, como um método seguro para prevenir estas infecções e também as gravidezes indesejadas. Em paralelo só há uma maneira de saber, se somos portadores do VIH, fazendo o teste e fomentando-o, porque afinal todos “SOMOS pela Saúde”.

Conversations

comments

NO COMMENTS

Leave a Reply