About Us - Contact Us

The Leading Cape Verdean News Site | O Líder da Informação na Diáspora
Advertise With Us - Login - Signup

Wednesday, 16 April 2014
OPINIONS - A mão (in)visivel do poder e a nova relação de forças dentro do PAICV (Part II)

Follow us on

Google Picasa

Classifieds
Banner
Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com
Upcoming Events
Sat May 10 @ 7:00PM - 11:59PM
Bobby Mendes Peace Legacy fundraiser
Sat Jun 28 @11:00AM -
IV Cook-out di Maltas di Praia di Tudu Tempu
Fri Jul 04 @ 2:00PM - 07:00PM
Boston Cape Verdean Independence Day Celebration

 
     
Péricles Barros
A mão (in)visivel do poder e a nova relação de forças dentro do PAICV (Part II)PrintE-mail
Thursday, 11 August 2011
Written by Péricles Barros

pericles_barros.jpg

Aristides Lima quis fazer história no dia 7 de Agosto, mas foi derrotado, na primeira volta, por ter subestimado o Peso da mão (invisivel) do poder instituído; o líder contestado foi mais sábio… (ou mais sabido?)

Alguém comentou, a propósito de “O Peso da Mão (IN) Visível do Poder Instituído”, dizendo: que importa ter provas para se poder dar corpo e substância a esta “suposta prática” de compra de consciências; estou absolutamente de acordo, para efeitos de apuramento de responsabilidades e eventuais procedimentos judiciais de acordo com a lei; é líquido o grau de dificuldade em levar estas irregularidades até às últimas consequências; entre a lógica dos juristas e aquela dos cidadãos vai uma certa distância; aqueles procuram provas, denunciam, instruem processos, acreditam na justiça, etc; o cidadão anónimo, utente do aparelho judicial, por via de regra, nunca está satisfeito com o serviço e o produto; o desabafo é sempre o mesmo: não dá em nada, ou dá em muito pouco, e a longo prazo; Quem for comprado, não irá confessar o crime, só em casos excepcionais. Quem compra, é por via de regra ciente dos riscos e acautela-se.

Denúncias comprovadas, são bem-vindas e recomenda-se. Porém, o maior antídoto contra este cancro social, será sempre o olho vivo da sociedade civil. O adubo mais eficaz, para que este tipo de enfermidade social crónica, é o bolso vazio, panela sem toucinho, e as mamas “murtches” de muitos cidadãos e cidadãs desta Pérola do Atlântico; Estes, são verdadeiros filhos de um deus menor, esquecidos nos bairros degradados deste país, vulneráveis, e facilmente subornáveis.

As palavras de Aristides Lima, ex-presidente do PAICV, e ex- Pr da Assembleia Nacional e ainda ex-candidato às presidenciais e seus colaboradores, no fim da primeira volta desta campanha, foram suficientemente esclarecedoras, no que respeita à ocorrência de perseguições, chantagens, compra de consciências, retaliações, ocorridas durante a campanha. Infelizmente, a lixarada da cozinha chegou à soleira da porta e está exposta para todo mundo ver. Miguel Costa que o diga; convenhamos, não vislumbro móbil que levaria um militante com 37 anos de estrada, a jogar a toalha no tapete e de forma gratuita a sair da cena enquanto militante activo; não faz muito sentido, não convence.

Aristides Lima bebeu da “Cicuta” (veneno…) destilada por uma categoria de militantes (leia-se “meliantes “) no seio do seu próprio partido; Note-se que durante esta campanha as candidaturas CONCORRENTES não acusaram da Candidatura de JCF de práticas irregulares SUGESTIVAS Ilicito eleitoral. Eu, pelo menos não ouvi. Consta que o candidato do PAICV passou à segunda volta, com recurso à compra de votos.

A novidade é que desta feita, as denúncias partiram da própria família PAICVISTA; a pergunta que se impõe é a seguinte: será que é a primeira vez que isto acontece? A resposta fica no ar; Eu, da minha parte estou esclarecido.

Aristides Lima julgou-se imune à arma mais poderosa do adversário que "Tinha nas mãos o controle da máquina do estado”; este juízo só pode sugerir uma coisa: ingenuidade politica! Pena é que um cidadão com a experiencia politica e credibilidade na sociedade como é o caso de AL, tenha pensado, que a bondade dos seus atributos enquanto cidadão e político, fosse o suficiente para neutralizar o Peso da Mão (agora .. ) Visível do Grande Lider e chefe do governo; Uma coisa podemos ter a certeza, a via da truculência, da estigmatização, queima de imagem, também concorreu para a derrota de AL; o consolo que nos resta, é que esta ocorrência, constitui um excelente catalisador para o reforço da cidadania na sociedade Cabo-verdiana; entretanto, de momento, importa descortinar a direcção que tomarão as bases de apoio do ex-candidato AL nesta segunda Volta? Estamos convencidos, que muita gente, que assim não fez na primeira volta, votará Jorge Carlos Fonseca, por todas as razões; Outros militantes do PAICV continuarão a sofrer calado, pois ainda não podem pagar o preço da “LIBERDADE”.

A estrada que conduzirá ao PAICV renovado está sendo cuidadosamente pavimentada por grupo de militantes com enorme poder de fogo dentro do PAICV, e não só; nem este partido, nem a sociedade política cabo-verdiana serão os mesmos num próximo futuro . Filú, com o seu pedido de demissão do governo deu uma grande lição de coerência política e um aviso à navegação! O controle do poder já não está nas mãos do JMN e ele sabe-o muito bem. Resta-lhe ter humildade suficiente para descer do pedestal e negociar. O recado já lhe chegou às mãos com aviso de recepção. Não se me afigura que há o perigo de instabilidade governativa; o grupo em apreço tem maturidade e lucidez políticas bastantes para não pôr em causa a estabilidade do governo de forma epidérmica ou pela via retaliatória; JMN terá (e já deu sinais claros ..) de reduzir o gás, sorrir e convidar o pessoal para jantar, ficando ele responsável por pagar a factura. Como dizem os Yankees “There is no such a thing as free lunch “.

Qual será o timing e a base de licitação desta negociação? Descobriremos mais tarde; Quem sabe se a criação de um quarto chamado “GPAICV” (leia-se Grupo Parlamentar independente de Cabo Verde), não venha a criar espaço para todos na família tambarina e pôr ordem na casa de uma vez por todas? E esta? Seria o raio de uma boa noticia para a sociedade, para a democracia e um imenso pantanal politico para JMN!

Praia 11 de Agosto de 2011

A continuar

 



Share/Save/Bookmark
 
Péricles Barros

Péricles Barros

COLABORADOR

ÇÃÈÉÊÁÂÃÀÌÍÙÚÕÒÓÔàáâçãèéêìíòóôçõ?ùú1º1ª

BIO

Pericles Africano Lima Barros é Engenheiro Hidrólogo e gestor de recursos hídricos. Fez Licenciatura na Universidade de Arizona, Tucson, USA. É quadro superior senior da ARE (Agência de Regulação Económica). Também é artista plastico e músico

Disclaimer: The opinions and views expressed in the blog solely reflect the position of the columnist. They do not represent the position of FORCV and thus we are not responsible for any issues associated with them. This site publishes blogs and articles from different bloggers and columnists to provide different perspectives to our readers. Bloggers/columnists are encouraged to send their articles to editor@forcv.com.

Latest ArticlesMost Read Articles

Comments  

 
0 #1 Martina Konskaya 2011-08-16 18:32
Excelente artigo de reflexão. Concordo 100 porcento. Atento fico aguardando a próxima leitura.
 
   

Advertise - About Us - Contact Us - Join our Newsletter - Site Map - RSS

© 2005-2013 forcv.com - All rights reserved, USA.