About Us

The Leading Cape Verdean News Site | O Líder da Informação na Diáspora
Advertise With Us

Thursday, 23 October 2014
OPINIONS - A mão (in)visivel do poder e a nova relação de forças dentro do PAICV (Part II)

Follow us on

Google Picasa

Upcoming Events
Sat Sep 20
Citizenship Day in Boston: Free Workshop
Sat Sep 20 @12:00PM - 06:30PM
School Supply Drive & Cookout (by Asosiason di Fidjus i Amigus di Santa Cruz)
Sat Oct 11 @ 7:00PM -
CV Association in New Bedford: Anniversary Gala
Banner
Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com
Classifieds

 
     
A mão (in)visivel do poder e a nova relação de forças dentro do PAICV (Part II)PrintE-mail
Thursday, 11 August 2011

pericles_barros.jpg

Aristides Lima quis fazer história no dia 7 de Agosto, mas foi derrotado, na primeira volta, por ter subestimado o Peso da mão (invisivel) do poder instituído; o líder contestado foi mais sábio… (ou mais sabido?)

Alguém comentou, a propósito de “O Peso da Mão (IN) Visível do Poder Instituído”, dizendo: que importa ter provas para se poder dar corpo e substância a esta “suposta prática” de compra de consciências; estou absolutamente de acordo, para efeitos de apuramento de responsabilidades e eventuais procedimentos judiciais de acordo com a lei; é líquido o grau de dificuldade em levar estas irregularidades até às últimas consequências; entre a lógica dos juristas e aquela dos cidadãos vai uma certa distância; aqueles procuram provas, denunciam, instruem processos, acreditam na justiça, etc; o cidadão anónimo, utente do aparelho judicial, por via de regra, nunca está satisfeito com o serviço e o produto; o desabafo é sempre o mesmo: não dá em nada, ou dá em muito pouco, e a longo prazo; Quem for comprado, não irá confessar o crime, só em casos excepcionais. Quem compra, é por via de regra ciente dos riscos e acautela-se.

Denúncias comprovadas, são bem-vindas e recomenda-se. Porém, o maior antídoto contra este cancro social, será sempre o olho vivo da sociedade civil. O adubo mais eficaz, para que este tipo de enfermidade social crónica, é o bolso vazio, panela sem toucinho, e as mamas “murtches” de muitos cidadãos e cidadãs desta Pérola do Atlântico; Estes, são verdadeiros filhos de um deus menor, esquecidos nos bairros degradados deste país, vulneráveis, e facilmente subornáveis.

As palavras de Aristides Lima, ex-presidente do PAICV, e ex- Pr da Assembleia Nacional e ainda ex-candidato às presidenciais e seus colaboradores, no fim da primeira volta desta campanha, foram suficientemente esclarecedoras, no que respeita à ocorrência de perseguições, chantagens, compra de consciências, retaliações, ocorridas durante a campanha. Infelizmente, a lixarada da cozinha chegou à soleira da porta e está exposta para todo mundo ver. Miguel Costa que o diga; convenhamos, não vislumbro móbil que levaria um militante com 37 anos de estrada, a jogar a toalha no tapete e de forma gratuita a sair da cena enquanto militante activo; não faz muito sentido, não convence.

Aristides Lima bebeu da “Cicuta” (veneno…) destilada por uma categoria de militantes (leia-se “meliantes “) no seio do seu próprio partido; Note-se que durante esta campanha as candidaturas CONCORRENTES não acusaram da Candidatura de JCF de práticas irregulares SUGESTIVAS Ilicito eleitoral. Eu, pelo menos não ouvi. Consta que o candidato do PAICV passou à segunda volta, com recurso à compra de votos.

A novidade é que desta feita, as denúncias partiram da própria família PAICVISTA; a pergunta que se impõe é a seguinte: será que é a primeira vez que isto acontece? A resposta fica no ar; Eu, da minha parte estou esclarecido.

Aristides Lima julgou-se imune à arma mais poderosa do adversário que "Tinha nas mãos o controle da máquina do estado”; este juízo só pode sugerir uma coisa: ingenuidade politica! Pena é que um cidadão com a experiencia politica e credibilidade na sociedade como é o caso de AL, tenha pensado, que a bondade dos seus atributos enquanto cidadão e político, fosse o suficiente para neutralizar o Peso da Mão (agora .. ) Visível do Grande Lider e chefe do governo; Uma coisa podemos ter a certeza, a via da truculência, da estigmatização, queima de imagem, também concorreu para a derrota de AL; o consolo que nos resta, é que esta ocorrência, constitui um excelente catalisador para o reforço da cidadania na sociedade Cabo-verdiana; entretanto, de momento, importa descortinar a direcção que tomarão as bases de apoio do ex-candidato AL nesta segunda Volta? Estamos convencidos, que muita gente, que assim não fez na primeira volta, votará Jorge Carlos Fonseca, por todas as razões; Outros militantes do PAICV continuarão a sofrer calado, pois ainda não podem pagar o preço da “LIBERDADE”.

A estrada que conduzirá ao PAICV renovado está sendo cuidadosamente pavimentada por grupo de militantes com enorme poder de fogo dentro do PAICV, e não só; nem este partido, nem a sociedade política cabo-verdiana serão os mesmos num próximo futuro . Filú, com o seu pedido de demissão do governo deu uma grande lição de coerência política e um aviso à navegação! O controle do poder já não está nas mãos do JMN e ele sabe-o muito bem. Resta-lhe ter humildade suficiente para descer do pedestal e negociar. O recado já lhe chegou às mãos com aviso de recepção. Não se me afigura que há o perigo de instabilidade governativa; o grupo em apreço tem maturidade e lucidez políticas bastantes para não pôr em causa a estabilidade do governo de forma epidérmica ou pela via retaliatória; JMN terá (e já deu sinais claros ..) de reduzir o gás, sorrir e convidar o pessoal para jantar, ficando ele responsável por pagar a factura. Como dizem os Yankees “There is no such a thing as free lunch “.

Qual será o timing e a base de licitação desta negociação? Descobriremos mais tarde; Quem sabe se a criação de um quarto chamado “GPAICV” (leia-se Grupo Parlamentar independente de Cabo Verde), não venha a criar espaço para todos na família tambarina e pôr ordem na casa de uma vez por todas? E esta? Seria o raio de uma boa noticia para a sociedade, para a democracia e um imenso pantanal politico para JMN!

Praia 11 de Agosto de 2011

A continuar

 



Share/Save/Bookmark
 
Latest ArticlesMost Read Articles

Comments  

 
0 #1 Martina Konskaya 2011-08-16 18:32
Excelente artigo de reflexão. Concordo 100 porcento. Atento fico aguardando a próxima leitura.
 
   

Advertise - About Us - Site Map - RSS

© 2005-2014 forcv.com - All rights reserved, USA.