Monteiro: “Logo após a vitoria da minha candidatura irei trabalhar na união...

Monteiro: “Logo após a vitoria da minha candidatura irei trabalhar na união do partido”

by -

Pelo Grupo de Apoio à Candidatura de Cristiano Monteiro

Não quero fazer desta campanha uma luta de vida ou morte porque o meu partido está acima dos interesses pessoais.

Após os resultados deste Domingo, a outra candidatura tornou-se desesperada e resolve atacar-me, mais uma vez, com mentiras e calúnias, fortemente, porque a minha candidatura ganhou copiosamente em todas   as mesas, excepto a de Boston. Isso demonstra claramente o descontentamento dos militantes pela forma como o partido tem sido conduzido nestes últimos anos.

Resolvi responder ao phonevite do putativo candidato (fui alertado por um elemento da minha candidatura), e, não podia deixar passar as falsidades enunciadas nele, despercebidas.

1- Prometeu aumentar o número de militantes para cinco mil num prazo de três anos. Contudo, a nossa listagem continua na mesma, ou seja, com cerca de 900 militantes deixada pela direção anterior, da qual, fui um dos impulsionadores deste registo. A única diferença é a inclusão de pessoas familiares do candidato, que, inclusive, votam nas legislativas no PAICV e aparecem nas eleições internas para o apoiar;

2- O putativo candidato fala em cartazes de apoio nas eleições legislativas, de 2011 – pois, o candidato cobrou ao partido pelos serviços prestados tendo o MPD local desbloqueado dinheiro para esse efeito, inclusive, fundos vindos de Cabo verde para resolver o imbróglio sob pena de parar as barras do tribunal através das ameaças dele. Recorda-se que o montante esteve na boca do povo como um valor exorbitante e inflacionado como forma de arrecadar receitas do partido.

3- O putativo candidato é recorrente neste tipo de comportamento – últimamente, até cobrou para uns materiais de convenção, algo que, no passado era suportado pelo partido nos EUA.

Sabe nos dizer porquê que coloca a irmã a controlar a porta das festas do partido? Para não prestar contas aos restantes membros? Quem propalou que é rico, não devia receber salários de deputado e viver dos parcos recursos da Assembleia. Nestas eleições internas, por exemplo, o partido não tinha cerca de 600 dólares para suportar a logística esperando pelo apoio da Praia embaraçando todos os militantes desta região politica.

4- O putativo candidato fala de ligações ao PAICV. Quem militou no MPD nas vésperas das eleições internas como forma de vingança ao PAICV, não poderá nunca usar argumentos falaciosos para tentar descredibilizar o adversário. A lista de militantes de Boston fala por si em relação a esta matéria. O candidato faz parte da lista de pessoas que rejeitaram assinar a lista de proponentes de Ulisses Correia às eleições internas. Temos esta lista e podemos provar a deslealdade.

5 – Usa a sede do partido como um trunfo importante, pois, até ainda, não explicou, por exemplo, a quem o prédio pertence, e, se está ou não sob investigação judicial! Estando sob a alçada da justiça americana, o MPD poderá ser responsabilizado como invasor de propriedade alheia.

6- O putativo candidato glorifica que pertence a um importante órgão da Assembleia Nacional, mas, na pratica, não passa de um deputado robótico por causa das limitações. A assembleia não é um palco de karaté e a nossa diáspora encontra-se órfão de representação!

7- Não pautamos pela mentira e discórdia e nem estamos nesta disputa para alimentarmos problemas, mas temos o direito de esclarecer às pessoas sempre que for necessário, porque a outra candidatura é especialista em montar cenários de mentira.

Sou e serei sempre apoiante de Ulisses Correia e deste governo. Já estámos a trabalhar num plano alargado para a diáspora com o nosso governo e vamos organizar o maior fórum da diáspora, ainda este ano, incluindo membros do governo e quadros da diaspora.

No Domingo passado, ganhamos em quase todas as mesas porque os militantes sabem que somos credíveis e vamos vencer de novo para podermos credibilizar o partido. Iremos convidar a outra lista para fazer parte do nosso projeto porque somos uma família e queremos um MPD unido sem intrigas, mentiras ou difamações. E Juntos somos mais fortes.

Conversations

comments

NO COMMENTS

Leave a Reply